Ir para conteúdo principal

Olá! Está disponível uma avaliação gratuita dos planos Standard e Essentials. Comece grátis hoje mesmo.

O que é headless CMS

O que é headless CMS e entenda a diferença para outros tipos de sistemas de gestão de conteúdo (content management systems).

A maioria das organizações tem tantos dados, tantos documentos e tantos canais on-line que é difícil acompanhar tudo. É o suficiente para fazer você perder a cabeça! Mas, às vezes, pelo menos quando se trata de sistemas de gestão de conteúdo (content management system, CMS), isso pode ser uma coisa boa. Continue lendo para saber mais sobre os sistemas de gerenciamento de conteúdo headless e como eles podem funcionar para você.

O que é um sistema de gestão de conteúdo?

Um sistema de gestão de conteúdo (Content Management System, CMS) é um tipo de repositório de conteúdo projetado para criar, armazenar, gerenciar e publicar conteúdo em um site, aplicativo ou outro lugar on-line. Um CMS unifica o conteúdo em um único local, simplificando a edição, pesquisa e compartilhamento de dados, facilitando a apresentação de conteúdo em qualquer formato.

O que exatamente um CMS faz?

Criar conteúdo

O back-end de um CMS é onde os usuários criam conteúdo. Isso inclui documentos, fotos, vídeos, texto e outros materiais que podem ser classificados, projetados, formatados e visualizados. Alguns programas CMS têm modelos e outras ferramentas para ajudar.

Armazenar dados

Os programas CMS contêm grandes quantidades de conteúdo, estruturados de uma forma que facilita a pesquisa do que os usuários precisam. E como o espaço de armazenamento pode se tornar um problema para organizações com muitos dados, os sistemas baseados em nuvem oferecem espaço de armazenamento que pode ser dimensionado de acordo com a necessidade.

Gerenciar conteúdo

Com os programas CMS, os usuários têm muitas opções para gerenciar o conteúdo. O conteúdo que foi classificado, organizado ou definido por certas propriedades relevantes é chamado de "conteúdo estruturado" e é um ponto de destaque do CMS. O conteúdo estruturado é mais acessível, consistente e fácil de publicar.

Publicar conteúdo

Quando você estiver pronto para exibir conteúdo em seu site ou aplicativo, o programa CMS trabalhará com um aplicativo de entrega de conteúdo front-end para publicar as informações relevantes. E como tudo é armazenado no back-end, você pode gerenciar o conteúdo e fazer alterações conforme necessário.

Como funciona um sistema de gerenciamento de conteúdo?

Entender o que acontece nos bastidores pode ser útil ao avaliar que tipo de ferramentas de gerenciamento de conteúdo são adequadas para você.

Back-end de gerenciamento de conteúdo

É aqui que acontece o trabalho nos bastidores de um aplicativo de software CMS: criação, gerenciamento, edição, pesquisa de conteúdo e tudo mais que garante que o conteúdo da sua organização esteja organizado e acessível.

Interface de programação de aplicativos

Também conhecida como API, ela conecta o back-end ao front-end. Os usuários podem interagir com o CMS a partir de outros aplicativos e sites, acessar suas funções e publicar o conteúdo de uma forma que faça mais sentido para as experiências digitais que desejam criar para os clientes.

Por exemplo, se você quiser publicar seu comunicado de imprensa mais recente em seu site, armazenado em seu CMS, uma API permite que você ou seu programador se conectem ao CMS, encontrem o documento e o publiquem.

Canais de entrega de conteúdo

Uma etapa final é pegar os materiais que são armazenados e gerenciados em seu CMS e publicá-los. Este é o estágio em que seu site entra em operação ou sua loja on-line abre para negócios.

Os três tipos de sistemas de gerenciamento de conteúdo

As plataformas CMS não são de tamanho único. Continue lendo para saber mais sobre os diferentes tipos e cada um de seus benefícios e desvantagens.

CMS tradicional (ou acoplado)

Em um CMS tradicional, o back-end (onde o conteúdo é criado, armazenado e gerenciado) é vinculado (ou acoplado) ao front-end para que todos os elementos do CMS funcionem juntos. Quando qualquer conteúdo é adicionado, ajustado ou excluído no back-end, as alterações ocorrem dentro do mesmo sistema que está fornecendo conteúdo aos usuários finais.

O software CMS tradicional tem algumas vantagens. Ele é simples e fácil de usar para aqueles sem amplo conhecimento de programação. Esses programas CMS oferecem acesso fácil, modelos personalizáveis e um editor "do que você vê é o que você tem" (What You See Is What You Get, WYSIWYG), portanto, nenhum conhecimento de codificação é necessário.

CMS desacoplado

Um CMS desacoplado combina recursos de plataformas CMS tradicional e headless. O back-end e o front-end não são vinculados, mas o sistema de entrega front-end, ou camada de apresentação, opera de uma maneira predeterminada para trabalhar com o back-end. Embora as duas partes do sistema sejam independentes, ele oferece alguns dos benefícios de um CMS tradicional, como modelos fáceis de usar, mas também oferece um pouco mais de flexibilidade.

CMS Headless

Um CMS headless, por outro lado, desacopla totalmente o front-end e o back-end. Os programadores trabalham na criação, gerenciamento, design e armazenamento de conteúdo e, em seguida, entregam conteúdo da web para várias plataformas digitais de uma maneira altamente personalizável.

Gerenciar conteúdo não estruturado, ou seja, conteúdo que não tem uma estrutura ou formato predeterminado, como texto, imagens e vídeos, também é mais flexível. Dessa forma, ele pode ser armazenado em vários formatos de arquivo e reutilizado conforme necessário.

Você pode ter ouvido falar sobre geradores de sites estáticos, que têm algumas semelhanças com sistemas CMS headless. Embora também criem sites que funcionem de forma independente do sistema de back-end, eles são mais apropriados para pequenos sites sem quantidades significativas de dados ou atualizações, enquanto um CMS pode operar de forma mais dinâmica, com quantidades maiores de informações.

Benefícios de um sistema de gerenciamento de conteúdo headless

Embora cada tipo de sistema (CMS headless, desacoplado ou tradicional) tenha vantagens, os sistemas headless se tornaram mais populares devido aos motivos a seguir.

Desenvolvimento flexível

Quando o back-end e o front-end do CMS são desacoplados, fica mais fácil entregar conteúdo para vários canais e pode ser personalizado para diferentes usos e plataformas. Além disso, os desenvolvedores podem usar a linguagem de programação e as ferramentas de sua escolha, até mesmo adicionando código personalizado. Essa é uma grande vantagem que melhora sua produtividade e permite que eles ofereçam sites e aplicativos de alta qualidade.

Conteúdo reutilizável

Como o software CMS headless permite que os programadores publiquem em qualquer canal digital de front-end, o conteúdo da web pode ser reutilizado em várias plataformas, como aplicativos móveis ou uma loja on-line.

Além disso, o gerenciamento de documentos é um componente crítico de muitos CMSs headless. As empresas geralmente têm muitos arquivos digitais, como documentos PDF, documentos Word, imagens e muito mais. Um bom CMS headless oferece a capacidade de armazenar, gerenciar e usar esses arquivos em qualquer formato que faça mais sentido.

Acesso simultâneo por vários usuários

Os sistemas headless são bons para a criação colaborativa. Os desenvolvedores podem trabalhar separadamente no front-end e no back-end, sem afetar o conteúdo na camada de apresentação. Além disso, os desenvolvedores da web podem usar qualquer linguagem de programação e ferramentas que preferirem, sem serem ditados pela plataforma.

Dimensionável

Cada parte do CMS pode crescer, mudar e expandir separadamente. Se você quiser adicionar outro servidor da web ou fazer uma reformulação completa do seu site, você pode, sem ter que alterar todo o sistema.

Além disso, muitos programas CMS headless são hospedados na nuvem, o que significa que eles podem ser mais facilmente dimensionados e acessar maiores capacidades de armazenamento que podem crescer com sua base de clientes, conteúdo da web e tráfego.

Preparado para o futuro

Como seu conteúdo não está vinculado a uma camada de apresentação de front-end específica, é mais fácil se adaptar à medida que a tecnologia muda e seu negócio cresce. Sejam novas páginas da web ou aplicativos móveis inovadores, a abordagem headless permite que você publique todo o seu conteúdo digital com a mais nova e avançada tecnologia.

Como escolher o melhor CMS para você

Dependendo do tamanho do seu negócio e do conteúdo digital que você tem, há um sistema perfeito para você. Aqui está uma lista de perguntas para ajudá-lo a pensar sobre as necessidades da sua organização e decidir qual solução funcionará melhor.

De que nível de segurança de dados preciso?

Embora todos os sistemas CMS sejam projetados para gerenciar conteúdo, você também deve ter em mente a segurança dos dados. É importante procurar um software CMS que ofereça segurança de nível empresarial (um sistema de segurança robusto que permita gerenciar quem pode acessar e editar vários tipos de conteúdo). Muitas plataformas CMS headless oferecem sistemas de permissão baseados em grupo para que você possa personalizar seus protocolos de segurança.

Quantos grupos diferentes de usuários haverá?

Um CMS headless pode ser acessado por pessoas em muitas funções de usuário diferentes de várias maneiras porque é independente da camada de apresentação.

Talvez sua organização tenha uma grande equipe de desenvolvedores, profissionais de marketing e criadores de conteúdo ou talvez seja uma operação de uma só pessoa. Saber quantas pessoas precisarão usar o CMS e o nível de conhecimento técnico delas o guiará para o sistema certo.

É fácil criar, editar e gerenciar conteúdo?

Para cada passo do caminho, da criação à publicação, você precisará um sistema que equilibre recursos robustos com facilidade de uso. Além disso, você precisará de uma comunidade de apoio forte.

Algumas plataformas CMS oferecem documentação, fóruns e suporte do fornecedor, bem como uma comunidade vibrante de desenvolvedores e usuários que podem fornecer orientação e suporte. Isso é especialmente importante se a sua empresa for pequena e a maioria dos seus funcionários tiver conhecimento técnico limitado ou não conseguir fazer algumas coisas, como adicionar código personalizado.

Outra opção a considerar é um sistema de gerenciamento de conteúdos da web projetado especificamente para conteúdo da web e que atenderá às necessidades da maioria das organizações que não exigem funcionalidade personalizada, alto desempenho ou velocidade.

Quais funções da plataforma CMS devo considerar?

Cada aplicativo de gerenciamento de conteúdo é um pouco diferente e pode oferecer mais personalização ou suporte em diferentes áreas. Pense nas necessidades da sua empresa e considere as seguintes tarefas do CMS:

Pesquisa

A maioria das plataformas CMS tem boas funções de pesquisa. Como elas gerenciam muitas informações, é importante poder encontrar essas informações onde quer que você tenha conteúdo armazenado.

Revisão

Procure recursos de revisão e controle de revisão para gravar e salvar versões de conteúdo enquanto ele está sendo editado. Dessa forma, você sempre pode ver o que foi alterado e voltar para uma versão anterior, se necessário, ao revisar seu conteúdo da web.

Indexação

A indexação intuitiva é um processo no qual o sistema atribui metadados ou tags ao conteúdo automaticamente. Em vez de exigir marcação manual, o sistema determina as marcações analisando o próprio conteúdo. Além de melhorar a precisão, ele também permite que o conteúdo estruturado e os dados sejam classificados e pesquisados de forma eficiente e eficaz.

Documentos eletrônicos antigos

À medida que a tecnologia muda, os sistemas se tornam facilmente desatualizados. Em vez de recriar conteúdo, um bom CMS permitirá que você gerencie documentos antigos (documentos digitais que foram criados usando software ou formatos de arquivo desatualizados ou não suportados) facilmente.

Qual é o tamanho do seu site e empresa?

Você precisa de várias páginas da web, coordenação de redes sociais e recursos de e-commerce? Ou uma abordagem mais simples faz mais sentido?

Se você tem uma pequena organização, pode preferir um programa com modelos personalizados e recursos completos de suporte a modelos, permitindo que qualquer pessoa crie sites e aplicativos com aparência profissional. Embora os programas CMS headless possam ter modelos e suporte a modelos, eles são menos comuns do que nos sistemas tradicionais e os modelos podem estar mais focados no gerenciamento de formatos de back-end.

A plataforma é compatível com SEO?

Obter muito tráfego relevante para sua presença na web requer prestar atenção à otimização do mecanismo de busca (Search Engine Optimization, SEO). Quando os usuários procuram os "melhores bolos de casamento perto de mim", você quer que os resultados dos principais mecanismos de busca apresentem sua confeitaria perto do topo da lista.

Um bom CMS terá recursos de SEO que monitoram seu tráfego na web, acessos a páginas e outros dados vitais da publicação inicial do seu site para que você possa fazer alterações em tempo real.

Em que tecnologia ele é construído?

Embora alguns dos detalhes desses sistemas possam ser bastante técnicos, há algumas coisas a se ter em mente sobre o que procurar se você não quiser escrever todo o código sozinho.

Um CMS de código aberto é ideal para qualquer pessoa que queira acessar o código-fonte. É mais flexível e econômico, mas não precisa ser complexo. Por exemplo, o WordPress é uma plataforma popular porque é fácil de usar e os plug-ins dele permitem que você adicione funções ao seu site e aumente sua usabilidade.

Por outro lado, os programas CMS de código fechado geralmente fornecem mais suporte ao cliente e a codificação proprietária é gerenciada pela empresa para que você possa se concentrar em seus negócios.

Toda organização quer oferecer aos seus clientes as melhores experiências digitais possíveis, que talvez possam ser facilitadas com um CMS headless que possa criar, armazenar, gerenciar e publicar dados.

Com essas informações, quando estiver procurando o sistema certo, você não ficará perdido!

Compartilhar este artigo