Ir para conteúdo principal

Olá! Está disponível uma avaliação gratuita dos planos Standard e Essentials. Comece grátis hoje mesmo.

Alessandra Farabegoli, parceira do Mailchimp, retribui

Ao doar suas habilidades profissionais, ela trouxe uma salvação a um cliente sem fins lucrativos

Não é segredo: nossos parceiros do Mailchimp são fenomenais. Essa comunidade de especialistas conta com alguns dos melhores profissionais de marketing por e-mail. Todos os dias, parceiros ajudam seus clientes a alcançarem suas metas de marketing. Mas também doam suas habilidades profissionais para causas sem fins lucrativos, o que os ajuda a expandir o alcance e manter o foco na missão.

Alessandra Farabegoli é uma dessas parceiras. Junto com outros seis profissionais autônomos, Alessandra tem trabalhado para reformular o marketing do Centre For Adolescent Reproductive Health. Esta organização sem fins lucrativos sediada em Uganda, dedicada a ajudar os jovens afetados pelo HIV/AIDS, reduzir a gravidez na adolescência e diminuir o casamento infantil, tinha uma missão importante, mas precisava de ajuda para alcançá-la. Antes de Alessandra, o futuro da organização estava em risco. A organização precisava de doações ou seria forçada a interromper seu serviço que salva vidas.

Aqui, nos sentamos com Alessandra para conversar sobre seu trabalho com o CEFARH e seu compromisso com doações profissionais.

Como você foi apresentada ao CEFARH?

Ouvi falar do CEFARH por meio da comunidade do Mailchimp. Simon Ogwang, fundador da organização, entrou em contato com vários parceiros do Mailchimp no diretório de especialistas, esperando obter ajuda profissional. O CEFARH estava em uma situação desesperadora: sua principal arrecadadora de fundos, Lisa Mora, havia falecido inesperadamente de COVID-19, deixando a organização sem o fluxo de doações necessário para executar seus programas. Quando ouvi falar de Simon e do CEFARH, entrei em contato e me ofereci para ajudar.

Por que você estava interessada em ajudá-los?

Quando ouvi falar do CEFARH por meio da comunidade do Mailchimp e li o que estavam fazendo para capacitar as meninas, dar a elas um futuro melhor, levar serviços de saúde a pequenas comunidades e evitar o casamento infantil, eu sabia que tinha que intervir. Acredito que, se quisermos construir um futuro melhor, temos que ajudar as meninas e ajudar as comunidades a se ajudarem. E o CEFARH (uma organização de Uganda, cujos membros passaram por guerras e todos os tipos de problemas) tem todo o direito de desempenhar esse papel.

"Nos anos anteriores, doamos dinheiro. Mas este ano, decidimos nos voluntariar. Foi muito mais gratificante e intenso porque estabelecemos um relacionamento com as pessoas que estávamos ajudando."

Voluntariar seus serviços é algo que você faz com frequência?

Sou tão ocupada quanto todo mundo, mas acho que devo muito à comunidade e a todas as pessoas que me ensinaram e ajudaram, por isso tento retribuir. Pode ser ajudando algumas organizações a melhorar sua comunicação on-line ou discutindo com pais, professores e alunos sobre alfabetização digital.

Muitas pessoas simplesmente doariam dinheiro para uma organização sem fins lucrativos e pronto. Por que você acha que é importante oferecer seus serviços profissionais como voluntária?

Doar é importante: é o que permite que as ONGs sigam sua missão! Sou cofundadora da Freelancecamp , uma comunidade de networking e treinamento para autônomos, e todos os anos escolhemos uma organização para ajudar. Nos anos anteriores, doamos dinheiro. Mas este ano, decidimos nos voluntariar. Foi muito mais gratificante e intenso porque estabelecemos um relacionamento com as pessoas que estávamos ajudando.

"O mais importante, talvez, tenhamos preparado o CEFARH para receber doações. Foi uma tarefa difícil de realizar, pois muitas plataformas de doação não funcionam em Uganda. Fazer esta página de destino de doação funcionar foi realmente uma façanha!"

Que assistência de marketing você ofereceu?

Junto com outros seis voluntários do Freelancecamp, criamos um novo logotipo para a organização, redesenhamos seu site, assumimos o controle da publicação no Instagram e no Facebook e otimizamos sua conta do Mailchimp. E o mais importante, talvez, tenhamos preparado o CEFARH para receber doações. Foi uma tarefa difícil de realizar, pois muitas plataformas de doação não funcionam em Uganda. Fazer esta página de destino de doação funcionar foi realmente uma façanha!

Essa é uma reformulação de marketing impressionante. É possível compartilhar algum dos resultados dos seus esforços?

O CEFARH viu um enorme aumento de tráfego vindo de SEO, redes sociais, visitas diretas, de todo o mundo. Eles passaram de algumas dezenas de visitas por mês no site em janeiro para 10.000 visitas em abril e, nesse mesmo período, o alcance mensal da página do Facebook aumentou de cerca de 2.000 para mais de 40.000 visualizações. Com essa exposição, também reuniram novos voluntários e parceiros, em Uganda e no exterior.

Saiba mais sobre o trabalho do CEFARH e do fundador Simon Ogwang com Alessandra.

Isso faz parte da minissérie Partners Who Give Back (Parceiros que retribuem). Leia mais sobre os profissionais de marketing que doam suas habilidades profissionais para causas dignas:

Se você é autônomo ou membro de uma agência que deseja construir sua reputação, aprender novas habilidades e se relacionar com colegas incríveis como a Alessandra, junte-se à Mailchimp & Co. A associação lhe dá acesso a ferramentas (para ajudar na gestão de seus clientes) e recursos criados para ajudar você a expandir seus negócios do seu jeito.

Compartilhar este artigo