Ir para conteúdo principal

Olá! Está disponível uma avaliação gratuita dos planos Standard e Essentials. Comece grátis hoje mesmo.

E‑mail de onboarding para integração do cliente

Saiba o que é e‑mail de onboarding e como aplicá‑lo em sua estratégia de marketing digital. Saiba mais sobre integração do cliente agora.

Quando você inicia um novo relacionamento com um cliente, quer uma boa maneira de quebrar o gelo. Você pode fazer isso enviando um e-mail de boas-vindas. É um toque agradável, e muitos clientes apreciam.

Mas uma forma melhor é iniciar uma sequência de e-mail de onboarding. Isso inclui vários e-mails com diversos objetivos, todos com o objetivo de interagir com seu cliente, quebrar o gelo, fornecer informações e nutrir o novo relacionamento.

Pensar cuidadosamente sobre e-mails de onboarding pode oferecer benefícios significativos para sua organização.

O que é um e-mail de onboarding?

Em termos simples, um e-mail de processo de onboarding é o primeiro passo para estabelecer a comunicação e se envolver com um novo cliente. O termo também pode se aplicar ao primeiro método de comunicação com clientes em potencial.

Em geral, é um e-mail de marketing que ajuda o cliente a conhecer sua marca. Você pode incluir um pacote de boas-vindas que fornece informações de que os clientes precisam e uma pesquisa que permite que você obtenha uma melhor compreensão do seu cliente.

Usados corretamente, eles podem começar uma sequência de e-mail inteira que recebe novos clientes e ajuda com conversões e retenção.

Integraçãoonboarding versus e-mails de boas-vindas

Para esclarecer, podemos explorar as diferenças entre e-mails de boas-vindas e de onboarding.

Normalmente, o e-mail de boas-vindas é a primeira coisa que você envia a um novo cliente quando ele se compromete com seus serviços ou produtos. Confirma o compromisso e envia informações gerais, dando-lhes as boas-vindas ao grupo.

Você pode considerar este o primeiro e-mail em uma cadeia de e-mails de onboarding.

O restante dos e-mails de onboarding fornece informações adicionais e atende a diferentes processos. A ideia é se envolver com o cliente para fazer com que ele se sinta bem com sua escolha e manter um relacionamento positivo e direto com ele. E-mails de onboarding podem recomendar serviços ou produtos adicionais e incluir pesquisas para conhecer o cliente. Eles podem até mesmo ajudar um cliente a se inscrever no seu programa de fidelidade.

Qualquer coisa que se envolva com o cliente além desse e-mail inicial de boas-vindas se enquadraria no escopo da onboarding, enquanto o e-mail de boas-vindas é uma mensagem única na cadeia.

Motivos para usar uma campanha de e-mail de onboarding

Como os e-mails de onboarding do usuário são enviados nos estágios iniciais do seu relacionamento com um novo cliente, eles representam uma maneira incrível de transformar novos clientes em regulares. Veja como.

Envolva-se com novos usuários

Este é o primeiro motivo listado no propósito. A motivação geral por trás das campanhas de e-mail de onboarding é o engajamento. Você está dando informações sobre si mesmo ao cliente. Isso os ajuda a entender quem você é e o que oferece.

Você também está dando a eles mais recursos para aproveitar suas ofertas.

Acima de tudo, você está estabelecendo uma conexão com seus clientes. Isso ajuda no engajamento, que pode impulsionar todas as suas métricas: retenção de clientes, conversão, ROI etc. Tudo se resume a fornecer um caminho para construir e gerenciar relacionamentos com clientes.

Melhorar a experiência do cliente

Envolver-se com o cliente é essencial, mas é um meio para um fim. Um desses fins é o sucesso e a satisfação do cliente. Quando você melhora a experiência do cliente, ele gasta mais dinheiro em seus produtos ou serviços. Eles contam a seus amigos ou colegas sobre você. Eles deixam boas avaliações. Eles ficam por perto para um relacionamento de longo prazo.

Em última análise, você está tentando fornecer e-mails com valor genuíno. Para linhas de produtos, você está enviando códigos de cupom aos clientes. Você está apontando coisas que eles podem não saber. Você está pedindo que eles falem mais sobre si mesmos. Você está oferecendo soluções para os problemas deles.

Quando você o torna envolvente, eles se sentem valorizados, e isso é vital para a experiência do cliente.

Obter feedback

O feedback é inestimável. Na sua cadeia de e-mails, você pode incluir uma pesquisa de feedback. É por isso que a cadeia foi descrita como uma conversa até este ponto. Você está pedindo feedback e, quando o recebe, pode aprender com seus clientes.

O feedback honesto ajuda a refinar seus métodos, realocar recursos e aprofundar-se no que impulsiona a experiência do cliente e torna seu negócio valioso para o consumidor. É a peça central de todas as suas estratégias de retenção de clientes.

Turbine as conversões

Uma das razões pelas quais você quer que seus clientes percebam seu valor e se sintam bem é que eles gastem mais dinheiro e usem seu produto com frequência.

Você é capaz de resolver problemas para o seu cliente. Eles reconhecem isso, então depositam confiança em seus produtos e serviços.

Em última análise, isso aumenta suas conversões por cliente, o que é uma maneira mensurável de que a cadeia de integração beneficia seu negócio.

Destaque seu valor

Destacar outros produtos ou serviços mostra seu valor contínuo para o cliente. Assim como códigos de cupons ou ofertas especiais. O mesmo vale para qualquer recurso que você possa fornecer que resolva problemas para o cliente.

Ao conhecer o cliente, você também pode personalizar essas coisas, e a sua integração ajuda a apresentar uma experiência exclusivamente valiosa.

Como criar uma sequência de e-mail de onboarding

Isso pode parecer legal, mas como você realmente cria uma série de e-mails de boas-vindas vencedora? Quais são as chaves para o sucesso? Você encontrará tudo isso nas etapas simples listadas abaixo.

Identifique suas metas

É um ponto de partida intuitivo. O que você espera alcançar com sua sequência de e-mails de onboarding? Você está tentando impulsionar as vendas? Turbinar as conversões? Obter feedback mais favorável? Gerar pesquisas positivas?

Há muitas respostas possíveis, e você deve ter mais de uma em sua campanha de onboarding. Depois de identificar suas metas (e classificá-las), você pode criar a sequência de e-mails em torno desses objetivos.

Segmente seu público

Essa é uma maneira de melhorar seu marketing (que sua cadeia de integração apoia). Ao segmentar seu público, você divide seus contatos em grupos menores, permitindo que você seja mais específico sobre como se envolve com eles e o que oferece.

Os e-mails de onboarding incluem oportunidades de feedback do cliente. Você pode usar esse feedback para coletar dados do cliente para o seu processo de segmentação.

Escreva conteúdo cativante

Isso é óbvio, mas as pessoas só vão apreciar seus e-mails e se envolver com eles se gostarem do conteúdo. Isso pode parecer complicado, mas há uma regra simples a ser seguida. Se você fosse um cliente, o que gostaria de ver em um e-mail?

Se você sempre tiver essa pergunta em mente, pode escrever conteúdo que atraia seus clientes. Além disso, conteúdo cativante impulsiona o engajamento, o que impulsiona todo o resto.

Usar um design profissional

Se você não é um designer profissional, tudo bem. Você ainda pode aproveitar os designs profissionais da sua cadeia de e-mails.

A maneira mais fácil é usar exemplos e modelos de e-mail de onboarding. Já existem inúmeros modelos de e-mail de onboarding disponíveis. Eles podem ajudá-lo com a estética e o layout do seu e-mail. Quando você tem um layout forte (utilizando uma linha de assunto clara, conteúdo do corpo principal e muito mais), você pode tornar seu conteúdo ainda mais cativante.

Você também pode ver exemplos de e-mails de onboarding para ter uma ideia clara de como seu e-mail deve ser. Isso pode até inspirar seu conteúdo.

Inclua uma CTA

Você já assistiu aos comerciais durante o Super Bowl? Você consegue se lembrar de alguns dos seus favoritos?

Pensando nisso, você consegue se lembrar do comercial, mas não do que ele estava tentando vender?

Esses comerciais quebraram uma regra cardeal. Em qualquer tentativa de marketing, você quer se lembrar da chamada à ação. É ótimo que seus e-mails tenham conteúdo envolvente do qual o cliente goste, mas no final, você deve recomendar um curso de ação. Esse é a CTA e é a última coisa que um cliente verá quando terminar de ler o e-mail.

Alguém pode estar pulando seu e-mail casualmente. A CTA é um reforço pequeno, mas firme, que pode passar por esse leitor e incentivá-lo a comprar o produto, a contratar seus serviços ou a se envolver com seus esforços.

Automatizar seu processo

Por fim, você quer ser eficiente. Para isso, você pode automatizar o processo. Você pode usar ferramentas de automação, projetar suas próprias APIs ou até mesmo contratar designers de software para isso. Seja qual for o seu objetivo, ao utilizar e-mails de onboarding automatizados, você economiza mão de obra e maximiza o valor gerado pela comunicação de integração.

Entre os exemplos de automação de marketing é simples lembrar. Você tem um site onde as pessoas podem comprar seus produtos. Alguém seleciona algumas coisas que deseja pedir e depois se distrai. Depois de um tempo, você envia um e-mail informando que eles têm itens no carrinho on-line.

Esse simples lembrete deve ser automatizado e, embora não converta todas as vendas, ele genuinamente lembrará alguns de seus clientes de que eles se esqueceram de concluir uma compra.

Use e-mails de onboarding em sua próxima campanha

Aprender as etapas para criar e-mails de onboarding eficazes pode oferecer muitos benefícios ao seu negócio. Você pode usá-los de forma eficaz na sua próxima campanha, e o Mailchimp pode ajudar. Você encontrará inúmeras ferramentas para marketing por e-mail, automação, planejamento, execução, sucesso do cliente e muito mais. Aproveite ao máximo o Mailchimp hoje mesmo para aprimorar seu processo de integração de novos funcionários e clientes.

Compartilhar este artigo